quinta-feira, 29 de maio de 2008

Eleições no PSD

Observador atento da política nacional, teria de, obrigatoriamente tecer o meu comentário sobre as eleições no PSD que se realizam este fim-de-semana.

Já não faço parte deste partido (ao qual pertenci durante 12 anos) mas admito que desde que Luís Filipe Menezes se demitiu e se foram perfilando os candidatos, já mudei o meu sentido de voto.

Inicialmente inclinava-me para Pedro Passos Coelho. O jovem candidato desiludiu-me no debate televisivo da TVI. Defendeu as ideias de Manuela Ferreira Leite (a senhora "estadista" ou "dama-de-ferro à portuguesa") quando assumiu o fim do Serviço Nacional de Saúde tendencialmente gratuito.

Durante a campanha nunca soube fazer a diferença e, como tal, fosse eu "laranja" e o Pedro Passos Coelho não levaria o meu voto.

Pelo contrário, Santana Lopes perfilou-se, a meu ver, o único capaz de derrotar a "mulher do aparelho" e desceu "às bases" para contar espingardas.

A avaliar pela sondagem da TVI, Manuela Ferreira Leite será eleita líder dos sociais-democratas, somando tantos votos como os dois Pedros juntos. Mas estas coisas são muito incertas.

Nunca vi o Ribau Esteves (PCM Ílhavo) perder uma eleição. Disse-lhe isto à porta do Restaurante Cortiço, em Sever do Vouga, quando ele derrotou Hermínio Loureiro na primeira vez que se candidatou a líder da distrital aveirense do PSD. Esperei com expectativa qual a posição que iria tomar, após ter insistido (demasiadamente, a meu ver) pela recandidatura do demissionário colega autárquico de Gaia.

Tanto quanto sei, Ribau apoiará Santana. E faz todo o sentido. As "bases" é que contam. Restará saber se o partido vai querer uma repetição do último acto eleitoral (Sócrates vs. Santana) ou colocar uma mulher a liderar o partido. Aposto que mais uma vez Ribau optou pelo cavalo certo.

Santana tem o estilo de Sá Carneiro, tem o importante apoio do PSD-Madeira, é parlamentar, vai cobrar as promessas que Sócrates fez (e não cumpriu) e defende as classes mais baixas. A forma como aborda o Sistema Nacional de Saúde é disso exemplo. Por último vai provar que pode chegar a Primeiro-Ministro pela via das eleições, dando uma "chapada de luva branca" a Jorge Sampaio que inexplicavelmente (ou para fazer o frete ao PS) o demitiu do mais alto cargo governativo português. As contas com o passado podem fazer-se em menos de um ano e o último a rir...

Serralves em Festa

Fui nos últimos dois anos (2006 e 2007) ao Serralves em Festa-40 Horas Non Stop. Vale a pena!

http://www.serralvesemfesta.com/gca/index.php?id=26

Tears Dry on Their Own - Amy Winehouse




Amy-Jade Winehouse nasceu em Londres, Reino Unido, a 14 de Setembro de 1983 e tem-se destacado como cantora e compositora de soul, jazz e R&B. Com dez anos fundou uma banda amadora de rap chamada "Sweet 'n' Sour, as Sour", descrevendo-a hoje em dia como "the little white Jewish Salt 'n' Pepa"

Aos 13 anos Amy ganhou a sua primeira guitarra eléctrica e com apenas 16 anos de idade cantava profissionalmente ao lado duma amiga, cantora de soul, Tyler James.

O seu álbum de estréia,"Frank" (2003), foi indicado para o Mercury Music Prize. Porém, o mais divulgado e o que obteve grande sucesso de crítica e público foi o majestoso "Back to Black" de Outubro de 2006.

Para compor o álbum, inspirou-se pelo DJ e produtor Mark Ronson. O estilo da cantora, calcado no jazz e inspirado em sonoridades das décadas de 50 e 60, traz muito do Pop, do Soul, de Supremes e Aretha Franklin. As letras falam de amores e perdas, de uma forma bastante pessoal. Amy, com grande e subtil sentido de humor, escreve sobre as experiências pessoais de uma mulher madura, mas que, como uma adolescente, precisa de se expor.

Assim sendo, "Back to Black" fala de tragédias pessoais mas ao mesmo tempo, sentimental e forte. A 14 de Fevereiro de 2007, ganhou um BRIT Award para Melhor Artista Feminina Britânica.

Para mais informações visitem o site oficial em:

http://www.amywinehouse.co.uk/

domingo, 25 de maio de 2008

Coruja das Torres

A Coruja das Torres (Tyto Alba) mede cerca de 32 a 36 cm de comprimento. É caracterizada por ter a face achatada e em forma de coração. Toda a parte superior do corpo é em tons de castanho-claro com manchas de cinzento. A cauda é da mesma cor, e é quadrada e curta. O bico é cinzento e enganchado. Esta ave tem por hábito balançar-se para os lados e soprar ruidosamente, de forma a defender-se dos seus predadores.

Habitat

É uma espécie residente em Portugal. O seu habitat é bastante diversificado, exigindo apenas zonas abertas onde possa caçar, e locais onde se esconder durante o dia. Alimenta-se de micro mamíferos e os seus terrenos de caça incluem a cidade, terras agrícolas e outros do género.
A época de reprodução é durante a Primavera, mas pode acasalar fora desta época. Realiza 1 ou 2 posturas de 4 a 7 ovos, cuja incubação dura 32 a 34 dias. As crias dão os primeiros voos ao fim de cerca de 60 dias.

sábado, 24 de maio de 2008

Alegria (soneto)

Será a alegria um hino?
Ou antes será a satisfação
E o que a provocará então
Se não sei que é, não a defino.
.
Papoila, chocolate, tentação.
Anona doce me faz menino.
Será a alegria um hino?
Ou uma leoa de emoção?
.
A alegria é o momento
Que se agarra ou que se vive
Depressa levado pelo vento.
.
Reconfortante porque a tive
Lapso de tempo em movimento
caindo em eterno declive.
.
EJ (Lx, 04/05/08)

domingo, 18 de maio de 2008

Dream On Girl - Rita Redshoes



Dream On Girl

Dream on girl, Dream on girl
I want to see you sleep tonight
You’re up and down
You hit the ground
And time is drifting trough your fears

I can’t find your dreams tonight
And make your lover come back home
If you don’t know, you are on your own
I’ll choose the best days for your sleep

Come back to see the day you lost your heart
And odd your hopes
I’ll take you to see the sunrise and try to catch your ghost... oh...

Come on girl, a dream is your world
The signs you see are in your mind
The words that you speak are here in my ear
So I can hear you falling down

Take a breath to see me (Take a breath to see me)
I can wait for you too (I can wait for you too)
Live our live with no hopes but
If you still believe…

Come back to see the day you lost your heart
And odd your hopes
I’ll take you to see the sunrise and try to catch your ghost

Come back to see the day you lost your heart
And odd your hopes...


A história da portuguesa Rita Redshoes no universo musical começa a desenhar-se em 1996. Na altura a cantora era conhecida como Rita Pereira e desempenhava o papel de baterista no grupo de teatro "ITA VERO".

Um ano depois assumiu os comandos vocais dos Atomic Bees, que editaram o álbum "Love.noises.and.kisses" no ano 2000, realizaram uma extensa digressão e lançaram uma versão de 'Perfect', o tema popularizado pelos Fairground Attraction, incluída na colectânea "Optimus 2000 - Novos Talentos".

Mais tarde tocou baixo no grupo Rebel Red Dog e piano no projecto Photographs. Este último funcionou como uma espécie de embrião do que a cantautora apresenta, actualmente, enquanto Rita Redshoes.

A partir de 2003 tornou-se a teclista de serviço na banda de suporte de David Fonseca, com quem interpretou o tema 'Hold Still', do álbum "Our Hearts Will Beat As One", o segundo na carreira do antigo vocalista dos Silence 4.

Em 2007, o imaginário do filme "O Feiticeiro de Oz" e o clássico 'Let's Dance', de David Bowie, inspiraram-na a adoptar o nome de Rita Redshoes. Na mesma altura começa a alinhavar o seu primeiro álbum em nome próprio e dá a conhecer o single 'Dream On Girl', incluído na colectânea "Novos Talentos - FNAC 2007" e considerado, por alguns órgãos de comunicação, um dos melhores desse ano. Mais tarde, esse tema havia de ser interpretado com o subtítulo de classical version, acrescentando à versão original uma secção de cordas.

No inicio do ano seguinte, Redshoes assegura as primeiras partes de diversos concertos do autor de 'Superstars' e apresenta-se em nome próprio em várias salas, como o Santiago Alquimista, em Lisboa.

O disco de estreia, "Golden Era", chega, finalmente, aos escaparates em Março de 2008. O registo é produzido pela própria Rita, em parceria com Nelson Carvalho, e além do primeiro avanço, reúne temas como 'Choose Love', 'Once I Found You' e 'Minimal Sounds', bem como 'Hey Tom', a faixa eleita para ser o segundo single.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

28 dias

A Lua, as marés e o ciclo menstrual feminino têm em comum regularem-se por ciclos de 28 dias. Um amor também pode durar este período!

Desde os sorrisos do primeiro encontro até às lágrimas da despedida este pequeno percurso de escassos quilómetros entre o Parque das Nações e Santa Apolónia durou 28 dias. O Tejo é testemunha! O Nilo e Zeus são cúmplices... Mas foi S. Marcos, o patrono deste amor tão intenso e tão efémero, que mais o presenciou.

Os peixes dos Oceanos, o covil da leoa e o bairro lá no alto são testemunhas capitais, como é Belém. Sintra ali tão perto e uma praia de maçãs e espuma...

Havia música familiar e amigos a assistir. O Verde dos campos e rios e ribeiros de cascatas de água pura e cristalina. Num dos locais as caras funestas de velório, o excesso de palavras foi sonolento e a noite terminou onde as abelhas começam...

Antes de se conhecerem já faziam amor em campos verdejantes repletos de papoilas de um vermelho intenso... como o amor que os unia. As flores e as plantas uniam-os desde o primeiro dia. A partilha de uma anona e um rebuçado de funcho adocicaram os sentimentos de ternura e carinho.


Por cumprir ficaram promessas de noites luarentas em pequenas embarcações de um pequeno rio, ou nas rochas do cimo de uma montanha. O sorriso acompanhou sempre os caracóis ondulados do cabelo ao vento...

28 dias é um ciclo que pode durar um segundo ou uma vida. Tudo depende do aproveitamento dado às 672 horas que o completam.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Sketches dos Monty Python em Sever do Vouga

Se gosta de rir, não perca os melhores com os actores António Feio, José Pedro Gomes, Miguel Guilherme, Bruno Nogueira e Jorge Mourato.

Juntos pela primeira vez prestam homenagem aos génios que lhes ensinaram uma grande parte do que sabem sobre comédia, sobre o lado bonito da vida e sobre a arte de evitar ser esmagado por um pé gigante vindo sabe-se lá de onde, numa sucessão imparável de sketches clássicos dos Monty Python, traduzidos e adaptados por Nuno Markl.
É já sábado, 17 de Maio pelas 22h00 no CAE de Sever do Vouga. O preço de entrada é de 10€.

domingo, 11 de maio de 2008

Bufalos recuperam cria a leões



Um video-amador registou estas imagens enquanto fazia um safari em África. Tentou vender as imagens à National Geographic, mas foram recusadas porque "não aceitavam imagens feitas por amadores".
As imagens de uma cria de búfalo a ser atacada por leões e o posterior resgate foram colocadas no Youtube e registaram mais de 30 milhões de visitas. Após este sucesso de visualização a National Geographic pondera agora comprar os direitos de autor deste vídeo.
As imagens mostram a força da união dos bufalos que recuperam a cria dos leões e deixam-nos a máxima de que "a união faz a força" que se pode aplicar a cada um de nós.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Letra da Música "Males d'Amor" - Paulo Gonzo


MALES D'AMOR
QUEM É QUE OS NÃO TEM
SEMPRE TÃO FATAIS
MAS NO FIM
NÃO MATAM NINGUÉM
PASSAM E NADA MAIS
SÃO ASSIM
SE VIRES COM ATENÇÃO
PARTIDA MORDAZ
QUE ESTA VIDA
PREGA AO CORAÇÃO
A VER O QUE ELE FAZ

E TU DIZES
QUE QUERIAS MORRER
E COISAS ASSIM
PENSA BEM
ANTES DE FALAR
E OLHA BEM P'RA MIM
OLHA BEM
NÃO VÁS 'INDA ACABAR
POR TE ARREPENDER
GANHA QUEM
QUEM SOUBER CALAR
QUEM SOUBER ESQUECER

ESQUECE A DOR
QUE AGORA SENTES
QUE ELA HÁ DE PASSAR
E ESSAS FERIDAS
ABERTAS DO AMOR
TAMBÉM HÃO-DE SARAR

QUANTAS VEZES
DISSESTE JAMAIS
E JURASTE ATÉ
P'RA MAIS TARDE
VOLTARES OUTRA VEZ
A PERDER O PÉ
É SEMPRE ASSIM
SE VIRES COM ATENÇÃO
PARTIDA MORDAZ
QUE ESTA VIDA
PREGA AO CORAÇÃO
A VER O QUE ELE FAZ
A VER O QUE ELE FAZ

ESQUECE A DOR
QUE AGORA SENTES
QUE ELA HÁ DE PASSAR
E ESSAS FERIDAS
ABERTAS DO AMOR
TAMBÉM HÃO-DE SARAR


Paulo Gonzo

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Luz Vaga - Mesa (com Rui Reininho)

She's a Star (Live) - James

Queima das Fitas - Coimbra 2008


Programação de concertos (Noites do Parque):


2 de Maio (Sexta-Feira)
Fingertips
Dapunksportif
As Fans

3 de Maio (Sábado):
David Fonseca
Hands On Approach
Tuna Masculina de Medicina
Tuna Feminina de Medicina

4 de Maio (Domingo):
José Malhoa
Tiago Silva e Ganda Malucos
Hi-Fi
Fan-Farra Académica de Coimbra

5 de Maio (Segunda-Feira):
Primitive Reason
Quinta do Bill
Estudantina

6 de Maio (Terça-Feira):
Clã
Mind da Gap
In Vino Veritas
As Mondeguinas

7 de Maio (Quarta-Feira):
Yves LaRock
Jorge Palma
Moranguitos
Phartuna

8 de Maio (Quinta-Feira):
Gabriel, o Pensador
Ez Special
Coral Quecofónico do Cifrão

9 de Maio (Sexta-feira):
Anthony B
Tiago Bettencourt
Orxestra Pitagórica

10 Maio (Sábado):
Jame
Mesa
Rags

Queima do Porto 2008


Noites do Queimódromo (Porto)

Dia 4
Plaggio

Blasted Mechanism
Jorge Palma & Os Demitidos
David Fonseca

Dia 5
Sam The Kid

Gentleman

Dia 6
Agrupamento Musical Diapasão

Quim Barreiros

Dia 7
Irmãos Verdades

Clã

Dia 8
Trabalhadores do Comércio

Sean Kingston

Dia 9
Wraygunn

Xutos & Pontapés

Dia 10
Expensive Soul
Da Weasel