segunda-feira, 30 de novembro de 2009

domingo, 29 de novembro de 2009

Asas às nossas capacidades

Esta publicidade da LG (abaixo) já existe em português, mas não a encontrei no Youtube. Contudo admiro a mensagem subjacente neste anúncio.

Todos nós temos capacidades que não ousamos colocar em prática. Ou porque os outros também não fazem, ou porque não confiamos em nós mesmos. Ou simplesmente porque até desconhecemos que temos determinadas faculdades.

Nesta publicidade, a gaivota olha para o céu e vê um avião. Então descobre no meio de outras pequenas gaivotas (faz lembrar o "Ensaio Sobre a Cegueira", de José Saramago) que ela também tem asas e pode utilizá-las para voar.

Tenta. Atira-se de uma falésia para o mar e as outras deixam de a ver. Uma pequena gaivota abana a cabeça em sinal de desaprovação pela ousadia daquela sua colega, numa atitude de quem diria, à boa maneira portuguesa: "Eu bem a avisei!".

Acontece que as asas funcionaram e a gaivota voou.

Lembram-se do que aconteceu com os marinheiros portugueses que partiram de Lisboa para os descobrimentos? Consta-se que apareciam lá pelo cais, na partida dos marinheiros para as grandes descobertas, uns velhos (denominados "Velhos do Restelo") que vaticinavam o fim daquelas pessoas que ousavam enfrentar o mar e o fantasma do "Gigante Adamastor".

Em tudo na vida é preciso visão. E só os mais ousados vingam. Outros caem, mas não desistem com a primeira queda e mais tarde ou mais cedo são eles os vencedores.



domingo, 22 de novembro de 2009

Jorge Ferreira - Morreu um amigo...

Jorge Ferreira, fundador do PND, faleceu ontem de manhã, aos 48 anos, vítima de doença prolongada.

Jorge Ferreira era advogado de profissão, tendo a par dessa actividade sido líder parlamentar do CDS-PP entre 1996 e 1998. Durante a liderança de Manuel Monteiro no partido foi ainda vice-presidente dos democratas-cristãos, o que prolonga uma ligação com Monteiro que vinha já desde a Juventude Centrista e se manteve em Novembro de 2003 com a fundação do PND (Partido da Nova Democracia).

Jorge Ferreira em Cedrim

Em 26 de Novembro de 2005 Jorge Ferreira esteve em Cedrim no "Conversas na Aldeia" (na foto com a Dra. Susana Barbosa, comigo e com o Dr. Manuel Monteiro) num evento organizado pela Junta de Freguesia.
Recordo-me do dia em que resolvi entrar para o PND (no início de 2005) e a Dra. Susana Barbosa, como Coordenadora Distrital de Aveiro, me convidou para um jantar em Aveiro, a fim de acertarmos detalhes. A meio do jantar recebeu um telefonema que lhe dava conta que havia a possibilidade do Dr. Jorge Ferreira ser Cabeça-de-Lista do PND de Aveiro. Eu não queria crer... "O Dr. Jorge Ferreira? Aquele que já foi líder da bancada parlamentar do CDS e candidato à Câmara Municipal da Amadora?", interroguei eu. O Dr. Jorge Ferreira era uma pessoa que me fascinava como parlamentar e um político que tinha como referência.
A minha primeira reunião com o partido ocorreu pouco depois em Vale de Cambra. Nessa reunião já estava presente o Dr. Jorge Ferreira e traçavam-se as linhas orientadoras para as Legislativas de 2005, que ocorreriam em Março.
Nos finais de 2005 acompanhei o Dr. Jorge Ferreira e a Dra. Susana Barbosa numa reunião com o Prof. Élio Maia (Presidente da Câmara Municipal de Aveiro). Em causa estava o destino a dar ao antigo Estádio Mário Duarte e a situação financeira da autarquia aveirense. Apesar de lisboeta revelou conhecer bem a realidade aveirense, um distrito ao qual deu especial atenção durante os últimos quatro anos, com crónicas semanais no jornal "Diário de Aveiro".
Em finais de 2006 apresentei uma proposta numa reunião nacional do PND para que fossemos contra o fim do Porte Pago à imprensa local e sugeri que visitássemos alguns jornais regionais. O Dr. Jorge Ferreira foi das únicas vozes contra. Dizia ele, com determinação, que era contrário a todo o tipo de subvenções às empresas. Estas não devem sobreviver porque são subsidiadas, defendia. Contudo, a maioria foi ao encontro da minha proposta e o Dr. Jorge Ferreira, refém da democracia, aceitou (com as devidas reservas e os meus argumentos de transmissão da lusofonia que a imprensa regional representa) a decisão da Direcção Nacional.
Guardo dele uma boa disposição sempre presente. Recordo um almoço em Lisboa, próximo do Hotel Altis, após o término do 3º. Congresso do PND, em Novembro de 2006. Fervoroso adepto do Benfica (assunto que gostava de brincar com ele) e inseparável do cigarro, deixou-nos ontem... Até sempre amigo! Que a alma descanse em paz!

"Morreu o amigo", diz Manuel Monteiro

Numa primeira reacção à morte de Jorge Ferreira, Manuel Monteiro lamentou o desaparecimento do amigo: "Na vida podemos ter amigos. O Jorge Ferreira não era um amigo, mas o amigo". Manuel Monteiro lamentou a morte daquele que foi sempre o seu braço direito, o amigo "autêntico, verdadeiro, leal e combativo".
Num elogio às qualidades daquele que era o seu "braço-direito" na política, Manuel Monteiro sublinhou que "se é verdade que há pessoas que se preocupam mais com o ter do que com o ser, Jorge Ferreira não se preocupava sequer em aparentar ser. Ele era autêntico, verdadeiro, leal e combativo. Foi das pessoas mais inteligentes que tive a oportunidade de conhecer em toda a minha vida".
Jorge Ferreira "era um homem brilhante, que lutou até ao fim. Mesmo sabendo que a morte se aproximava, nunca desistiu da vida", acrescentou.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Adam Lambert - Time For Miracles (música oficial do filme "2012")

Alphaville - Big In Japan Live (1984)

Os Simpsons - A Evolução do Homer

Exemplo de Fair Play (Ajax x Den Haag)

Existem situações na vida que nos fazem acreditar que é sempre possível sermos melhores do que somos !

Temos aqui um bom exemplo: Durante um jogo de futebol, na Holanda, um jogador da equipa de vermelho - o Ajax - sofreu uma falta e ficou magoado, caído no chão. Um dos jogadores da equipa adversária - equipada de amarelo - como é hábito, atirou a bola para fora para que o jogador magoado fosse atendido.

Quando o jogador ficou recuperado o lançamento pertenceu ao Ajax (de vermelho) e, como manda o desportivismo, um jogador do Ajax tentou devolver a bola para o campo do adversário. Só que o fez de forma desajeitada e, sem querer, acabou por meter golo!

Todos, incluindo o jogador que, sem querer, meteu golo, ficaram atrapalhados. Mas o árbitro considerou o golo válido!

A bola voltou ao centro para o jogo ser retomado com aquele injusto resultado.

Foi nesse momento que os jogadores do Ajax, com grande espírito desportivo, rapidamente tomaram uma resolução: Ficarem todos quietos para permitir à equipa adversária - os de amarelo - fazerem eles também um golo para repor a justiça no resultado. E foi isso que aconteceu!!!

É impressionante o sentido de justiça da equipa do Ajax - de vermelho - e o bom entendimento entre todos eles para que nenhum se movimentasse. Eles queriam ganhar, mas a vitória teria que ser "limpa" e "justa"!

Aqui fica para que chegue a todos: Às Famílias, às Escolas, às Empresas... Quem sabe se chega também à Assembleia da República, ao Governo, aos Tribunais...

Todos precisamos de aprender com exemplos de honestidade...



domingo, 8 de novembro de 2009

Este é o Brasil que se ri do atraso de Portugal?

Este é o Brasil que se ri do atraso de Portugal? Afinal qual é a terra dos preconceitos, da intolerância? Dificilmente se veria um português cuspir num monumento brasileiro, porque existe respeito pelos antepassados. Mas também dificilmente haveria uma Universidade(!!!) portuguesa a ter este tipo de preconceito. E chamam uma mini-saia a um vestido daqueles?(!!!) A moral, os bons costumes, os valores e os princípios devem ser preservados, mas não é com acções destas... Antes de atirar a primeira pedra, veja se não pecou.


Plastico - Ruben Blades

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

LIPDUB - I Gotta Feeling (Comm UQAM 2009) - LEGENDADO

Este vídeo foi produzido durante a semana de integração da UQAM (Quebec, Canadá) com 172 estudantes de comunicação. Feita em 10 de setembro 2009 em 2h15min.