quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Uma questão de varão

Antigamente as meninas casadoiras aprendiam a cozinhar, a fazer tricô, a bordar, a educar crianças e a governar o lar, treinavam um conjunto de qualidades que faziam as delícias do futuro marido. Ainda me lembro de uma iniciativa promovida pela Mocidade Portuguesa Feminina para incentivar as meninas prendadas da sociedade do antigo regime - o concurso da rapariga ideal.
Hoje as meninas continuam a sonhar com o casamento, mas em vez de bordados e de culinária, procuram outras formas de agradar aos homens e é aqui que entra em campo a dança do varão. O varão democratizou-se, deixou de ser feudo dos clubes de strip e de outras casas de fama incerta. Apesar do eterno estigma sobre as actividades lúdicas, nos meios mais evoluídos, uma prostituta não é exactamente o mesmo do que uma stripper e uma stripper não é exactamente o mesmo do que uma dançarina exótica, embora no final tudo venha a dar ao mesmo: fomentar o desejo sexual nos homens. Ora se umas botas altas, uma lingerie sexy e uma coreografia à volta de um varão de aço fazem os homens felizes, por que não fazer um show privado, surpreendendo a nossa cara-metade com uma exibição caseira, semiprofissional, esforçada e dedicada? É o conceito do home cinema, do 'faça você mesmo' ao serviço do prazer doméstico, a bem da harmonia do casal.

Há quem core de vergonha, se escude no pudor e diga 'nem pensar' enquanto tapa a boca com a mão, e há também quem se dedique de alma e corpo a entrar na dança. A frequência destes cursos é eclética: tanto podem ser candidatas a trabalhadoras de clubes nocturnos como contabilistas, professoras universitárias, advogadas, gestoras e até educadoras de infância. O varão faz com que as mulheres possam encarnar uma personagem, vestir a pele da outra, que é a sedutora, a amante, a devassa, a louca, a que usa o seu corpo para seduzir os homens e fazer deles o que quer. O mais irónico é que muitas das mulheres que frequentam as aulas do varão com devoção e afinco são as mesmas que receberam uma educação esmerada, intoxicada de preconceitos, que professava que uma senhora não faz isto e aquilo porque parece mal, bebendo desde pequenas, juntamente com o leite com chocolate, uma série de ideias feitas, entre as quais não consta enquanto qualidade a de saber pendurar-se no varão e descer de cabeça para baixo com as pernas abertas para depois se rebolar no chão, sempre de rabo espetado, e voltar a levantar-se para mais 30 voltas em redor do aço erecto.

Então por que razão aderem estas mulheres à dança exótica? Porque se querem sentir poderosas, porque querem libertar a fera que há nelas, porque se sentem livres, porque se divertem. E, já agora, porque os namorados e os maridos adoram. Nem sempre o assumem, poucas vezes o partilham com os amigos, mas a verdade é que também eles se divertem. Afinal, a teoria de Marco Paulo da lady na mesa e da louca na cama é sábia e certeira; se for possível juntar o dois em um, porque não? É tudo uma questão de varão.

Margarida Rebelo Pinto, jornal "Sol" (09/10/2009)

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Uma mãe tem de ser chata

"Uma mãe tem que ser chata. Até à hora da morte. E até depois disso: mesmo quando já se tiver mudado de armas e bagagens para o Paraíso, uma progenitora digna desse nome continua a dar ordens e a mandar vestir um casaquinho nos dias em que ameaça chover.

Uma mãe de jeito tem que pregar insuportáveis sermões, deve vender os seus VALORES e convicções sem medo de estar a ser politicamente incorrecta, confirmar se as unhas estão cortadas, apagar a televisão a meio de um episódio emocionante, desligando sem remorsos o computador se alguma das suas criaturas se recusa a ir para a cama, por se julgar na obrigação de pôr a conversa em dia com todas as amigas e inimigas. Uma mãe pode e deve mandar colocar a loiça na máquina, arrumar o quarto, e não se deve COMOVER nem um bocadinho quando ele/ela lhe diz que «todos os outros pais deixam!». Tem também de aceitar que lhe chamem forreta - afinal o que é que lhe custava sacar vinte euros ao multibanco para a entrada numa discoteca - e que «não percebe nada de nada». As mães são velhas, ponto final. E de alguém que sobreviveu à Idade da Pedra não se podem esperar conselhos úteis ao século XXI. As mães, além de chatas, forretas, velhas e gagás, também estão sempre em falta: ou não marcaram uma consulta, ou foram (ou não foram) a uma reunião da escola, ou falaram alto de mais na rua, ou baixo de mais no supermercado. É que se as mães não forem CHATAS, nunca poderão tirar a prova dos nove. E a prova dos nove é ter filhos que refilam, protestam e se recusam a submeter-se à sua autoridade, ou seja, filhos dignos desse nome. Por isso, mães de todo o mundo, unam-se para lhes darem cabo do juízo. É uma obrigação patriótica, se não queremos um planeta invadido por atadinhos, mal-educados, que cospem na sopa e não ajudam as velhinhas a atravessar a rua."
Isabel Stilwell, Notícias Magazine (06/05/2007)

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Brasil escolhe novo Presidente a 3 de Outubro



Em 3 de Outubro de 2010, os cidadãos brasileiros são chamados a eleger o sucessor do actual Presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores. Se nenhum dos candidatos receber mais do que a metade dos votos válidos, haverá uma segunda volta em 31 de Outubro. De acordo com a Constituição brasileira, o Presidente é eleito directamente pelos eleitores para um mandato de quatro anos, podendo ser reeleito para mais um mandato. Assim, Lula não pode voltar a ser candidato, uma vez que foi eleito em 2002 e reeleito em 2006. Será a primeira vez desde 1989 que Lula não será candidato à presidência.

Lula da Silva escolheu Dilma Roussef para ocupar o Palácio do Planalto (Brasília) e converter-se na primeira mulher a presidir o Brasil, uma das potências emergentes.

Contudo, as sondagens colocam a Ministra da Casa Civil, 63 anos, antiga guerrilheira e opositora ao regime militar que vigorou entre 1964 e 1985 na posição de derrotada face ao outro candidato ao cargo, José Serra, o social-democrata que é governador do Estado de São Paulo.

O cenário pode inverter-se devido à inesperada doença da economista apoiada por Lula e pelo Partido dos Trabalhadores (PT): um cancro linfático que a obrigou a fazer quimioterapia.
A autora do Programa de Acelaração do Crescimento (PAC) do Governo foi aconselhada pelos especialistas em marketing do PT a fazer uma cirurgia plástica ao rosto, com o objectivo de ficar com o visual mais jovem e menos duro. Na altura multiplicaram-se as críticas à candidata acusando-a de ter cara de Mônica (a personagem de banda desenhada criada por Maurício de Sousa) e de ser responsável pelo novo PAC (Programa de Aceleração Cosmética).

domingo, 25 de abril de 2010

Vandalizadas viaturas de autarcas de Cedrim

Viatura de Presidente da Assembleia de Cedrim com pneu cortado depois de adiamento da Assembleia

Lisboa - O Presidente da Assembleia de Freguesia de Cedrim, no concelho de Sever do Vouga, apresentou hoje, domingo, queixa na GNR por actos de vandalismo na sua viatura e de outros dois elementos daquele órgão autárquico.

Em declarações à agência Lusa, Edgar Jorge, Presidente da Assembleia de Freguesia de Cedrim disse que a queixa se deveu aos actos de vandalismo que foram perpetrados sábado, à noite, em Carrazedo contra a sua viatura e as de outros dois elementos da assembleia de freguesia.

"Havia uma Assembleia de freguesia marcada para hoje (24/04/2010), na escola de Carrazedo, mas ao ver que esta não tinha condições para acolher a reunião adiei-a para o dia 08 de Maio", disse o autarca, acrescentando que quando se dirigia para a sua viatura esta apresentava um pneu cortado.

O mesmo aconteceu a outros dois autarcas também eleitos pelo PSD pelo que Edgar Jorge diz não ter "dúvidas de que os actos de vandalismo tenham sido uma retaliação" contra a sua decisão de adiar a Assembleia.

"É inadmissível que na noite em que há 36 anos se preparava a restituição da liberdade em Portugal ocorra uma situação destas", concluiu, acrescentando que os seus dois colegas de bancada também já formalizaram queixa contra o sucedido.

Notícia da LUSA pode ser vista em:


quinta-feira, 8 de abril de 2010

O vencedor do World Press Photo 2009

O grande prémio World Press Photo foi em 2009 para o italiano Pietro Masturzo, que fotografou a revolta de Teerão, após as presidenciais de Junho.

A Foto do Ano 2009 mostra mulheres a gritar do terraço de um prédio em Teerão no dia 24 de Junho, durante os protestos que se seguiram à polémica reeleição de Mahmoud Ahmadinejad como presidente do Irão.

O júri premiou os trabalhos de 63 fotógrafos de 23 nacionalidades em dez categorias. As imagens vencedoras foram escolhidas entre as mais de 100 mil inscritas por quase seis mil fotógrafos, um recorde do concurso.

A foto vencedora do prémio máximo "mostra o começo de algo, o início de uma grande história", disse a presidente do júri, a sueca de origem turca Ayperi Karabuda, em declarações publicadas no site do concurso.

Masturzo receberá o prémio durante uma cerimónia que acontecerá no dia 2 de Maio em Amesterdão, na Holanda, assim como um prémio monetário no valor de dez mil euros e equipamento de fotografia digital de última geração.

O vencedor do World Press Photo 2008

Em 2008, o freelancer Anthony Suau venceu a edição do World Press Photo pela segunda vez. A primeira foi em 1987 por causa do seu trabalho na Coreia do Sul.

A foto com que Anthony Suau ganhou a edição 2008 faz parte de uma foto-reportagem feita em Cleveland, Ohio (EUA). Nela vemos um polícia a revistar uma casa abandonada. O que destingue esta imagem é o facto de ter sido captada na sequência da crise de subprime que atingiu a economia americana com a mesma força e devastação com que o furacão Katrina atingira New Orleans. Em declarações à revista Time, o fotógrafo recordou o «estado de choque» que sentiu quando chegou a Cleveland: «Não havia uma única rua da cidade que não tivesse uma casa selada. Parecia o day-after do Katrina».

O que a câmara de Suau capta é a maior tragédia económica na América deste o período da Grande Depressão dos anos 30. Famílias obrigadas a pernoitar em abrigos por não terem possibilidade de pagar os empréstimos sobre as casas; ruas inteiras em que as casas foram abandonadas; e, na foto vencedora, vemos um detective, de arma em punho, certificando-se de que a casa foi realmente abandonada. O uso do preto-e-branco reforça a associação aos fantasmas americanos da Grande Depressão.

O próprio Anthony Suau – citado pelo Público – afirmou estar a atravessar muitas dificuldades na sua vida profissional: é freelancer, mas há dois meses que não recebia qualquer encomenda e até já admitia «mudar de emprego e vender a casa» que comprou para a família caso a situação não melhorasse.

Não estamos a falar de um fotógrafo qualquer, mas de alguém com uma carreira recheada de prémios. Começou aos 23 anos, em 1979 e, até 1985, trabalhou para os jornais Chicago Sun-Times e Denver Post. Em 1984, uma série de fotos mostrando a fome na Etiópia deu-lhe um dos mais cobiçados prémios do jornalismo, o Pulitzer. Tinha 28 anos. Um ano depois, entra na agência Black Star, dirigida por Howard Chapnick, um dos gigantes do fotojornalismo, e é nesse mesmo ano mais uma vez premiado, desta vez pela International Center of Photography Award, que o distingue com o prémio Outstanding Photographer under 30. Depois de ser considerado o fotógrafo de revista do ano pela NPPA Pictures of the Year, vence o World Press Photo 1987.

Documentou durante 10 anos as transformações na então União Soviética, o que lhe permitiu lançar um livro e expor as fotografias em Washington, Berlim, Milão, Moscovo, Budapeste e Nova Iorque, entre outras cidades.

Em 2001, iniciou um novo projecto (Between World – Kabul – New York), onde justapunha imagens do 11 de Setembro com as que ele tirou em Kabul, no Afeganistão, após a retirada dos Taliban, em Novembro desse ano. Em 2006 criou um novo projecto – War Anti War – uma declaração contra a guerra feita a partir de uma colecção de imagens tiradas nos últimos 20 anos.

terça-feira, 23 de março de 2010

O que aconteceria se a Megan Fox postasse no Facebook uma foto dela nua na banheira?

O que aconteceria se a Megan Fox postasse no Facebook uma foto dela nua na banheira?


segunda-feira, 15 de março de 2010

Sevilha

Uma deliciosa recordação da minha visita a Sevilha, em Outubro de 2006.


terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Mário Crespo

No dia em que se soube da censura do Jornal de Notícias a um artigo de opinião de Mário Crespo, fico-me pelas palavras inseridas a 15 de Janeiro de 2010 na revista "Tabu", do semanário "Sol".

Fusão de Modernices

Os fenómenos de moda quando são lançados têm, regra geral, uma campanha orquestrada por uns iluminados que vão desacreditando todos aqueles que não entram na onda. Para esses, os refractários são considerados uns parolos incapazes de perceber a modernidade. Pouco importa que passado pouco tempo essa moda esteja ultrapassada e que tais gurus já estejam noutra onda. Como é óbvio, na maioria dos casos, as tendências em voga têm tanta sustentabilidade como um edifício construído com farinha em vez de cimento.
...
A televisão privada em Portugal quando foi lançada acompanhou as modas da época. O novo é que estava a dar. Os pivots eram tão jovens que ainda não tinham barba. Passe o exagero, a verdade é que jornalistas conceituados foram atirados para trás dos ecrãs apenas porque não tinham uma carinha laroca. Aos poucos a espuma foi desaparecendo e a verdade veio ao de cimo. Mário Crespo, o mais velho dos apresentadores em cena, goza hoje de uma reputação consentânea com a sua idade. Porque as modas acabam por cair no ridículo e o valor de quem o tem suscita reconhecimento.

Vítor Rainho, in “TABU”, revista do jornal “O SOL”, de 15/01/2010

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Benvindos à Horta do Cortinhal

Benvindos ao meu novo blog:

Façam o favor de entrar...

Amália Hoje ganha em 2009

A canção "A Gaivota", dos Amália Hoje venceu a edição de 2009 da melhor canção portuguesa na lista de preferências dos frequentadores do Blog "Actas Diárias" conquistando 46% dos votos contra "Perfeito Vazio", dos Xutos e Pontapés e "+1 Dia", de José Cid, que conseguiram 23% cada uma.
O "Fado da Procura", de Ana Moura, conseguiu os restantes 8%.
"A Gaivota" sucede aos vencedores de 2008 ("Intervalo", dos Per7ume) e de 2007 ("Encosta-te a mim", de Jorge Palma).

Finalmente o desporto

Há muito que prometia, mas custava reiniciar a minha prática desportiva. Neste domingo finalmente resolvi-me... Uma hora e meia de pista de manutenção e ténis no magnífico Parque Cívico de Sever do Vouga.

domingo, 31 de janeiro de 2010

Um Novo Herói :)

http://en.tackfilm.se/?id=1264906728966RA42

Acabar com as desculpas para praticar exercício



Todos nós apresentamos sempre desculpas para não fazer exercício... Ou porque está mau tempo, ou são as dores de cabeça, ou o cansaço... enfim, existem mil e uma razões para ignorarmos o nosso bem estar físico.

Há mesmo quem diga: Eu até fazia um pouco de exercício, mas pagar um ginásio é caro, comprar uma bicicleta é impensável, etc., etc.

Fica neste vídeo o exemplo de exercícios fáceis e baratos para manter um corpo saudável.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Eleição da Melhor Canção Portuguesa de 2009

A partir de hoje e até final do mês decorrerá neste blog uma sondagem para eleger a melhor canção portuguesa de 2009.

Pelo terceiro ano consecutivo o Actas Diárias quer saber as opiniões dos seus frequentadores sobre a melhor música de Portugal.

As cinco canções escolhidas para votação são Perfeito Vazio, dos "Xutos e Pontapés"; A Gaivota, dos "Amália Hoje"; + 1 Dia, de José Cid; O Fado da Procura, de Ana Moura; e Pois É, de Jorge Fernando & Sam The Kid. Todas elas se encontram aqui postadas para facilitar a escolha.

A canção vencedora de 2008 foi "Intervalo" dos "Per7ume" e a vencedora de 2007 foi "Encosta-te a Mim", de Jorge Palma.

Caso os leitores deste blog desejem eleger outra música que não as cinco que aqui se apresentam, basta deixar a opção num comentário a este post. Em Fevereiro serão revelados os resultados.

Perfeito vazio - Xutos & Pontapés

A Gaivota - Amália Hoje

+ 1 Dia - José Cid

O Fado da Procura - Ana Moura

Pois É - Jorge Fernando & Sam The Kid

sábado, 23 de janeiro de 2010

Buraka Som Sistema são número 1 em Espanha



"Kalemba (Wegue Wegue)" é single mais vendido no país vizinho, à frente de Alicia Keys ou Black Eyed Peas.

A música "Kalemba (Wegue Wegue)" atingiu o número 1 do top de singles em Espanha , onde se encontra há quatro semanas, anunciam os Buraka Som Sistema no site da editora Enchufada.

"Kalemba (Wegue Wegue)" está à frente de artistas como Alejandro Sanz e Alicia Keys ("Looking For Paradise", sem segundo), Milow ("Ayo Technology", em quinto) ou Black Eyed Peas ("I Gotta Feeling", em oitavo).

Para ver a lista dos singles mais vendidos em Espanha, siga este link: http://spanishcharts.com/weekchart.asp?cat=s

A proeza confirma os Buraka Som Sistema como o caso de maior sucesso da pop portuguesa além fronteiras .

Em Portugal, a notoriedade da banda de Black Diamond cresceu este Natal com a utilização de "Kalemba (Wegue Wegue)" num anúncio protagonizado pela afamada Popota.

Morreu autor do clássico "See You Later Alligator"



Costumo dizer com alguma frequência quando me despeço de alguém: "See you later... alligator. After While... crocodile". A expressão foi utilizada e imortilizada pelo veterano cantor Bobby Charles, autor de clássicos como "See You Later Alligator" e "Walking to New Orleans". Morreu no dia 15 de Janeiro, aos 71 anos, na sua casa em Abbeville, Louisiana.

Bobby Charles, cuja causa da morte não foi divulgada, tinha sofrido nos últimos anos várias complicações de saúde, incluindo cancro, diabetes, problemas de coluna e outros provocados por uma queda.

Intérprete do estilo swamp pop, uma fusão da música tradicional de Louisiana com o rock and roll, tornou-se conhecido nos anos de 1950, quando gravou See You Later Alligator (1955).

Apesar de ter chegado ao 14.º lugar nas listas de êxitos de Rhythm and Blues, a canção ganharia mais popularidade um ano mais tarde com a versão mais pop de Bill Haley & the Comets.

Em 1960, outra das suas criações - Walking to New Orleans- viria a triunfar na voz de Fast Domino.

O mesmo aconteria com I Don't Know Why I Love You, But I Do, interpretada por Clarence Frogman Henry.

Na década de 1970, Charles escreveu The Jealous Kind, que Joe Cocker gravou em 1976, e ao qual se seguiram Ray Charles, Delbert McClinton, Etta James e Johnny Adams.

Tennessee Blues, por seu turno, foi apadrinhada por Kris Kristofferson e Gatemouth Brown.

Bobby Charles estreou o seu último trabalho em 2008 (Homemade Songs) e tinha acabado de gravar o álbum Timeless, que será colocado à venda, a título póstumo, em finais do próximo mês de Fevereiro.

73% contra casamento de pessoas do mesmo sexo

O Blog Actas Diárias lançou um desafio em 7 de Janeiro com o intuito de saber se os leitores deste blog eram contra ou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Dado que os nossos políticos se recusaram fazer um referendo sobre o tema, resolvi fazer aqui uma sondagem. Esteve disponível por 8 dias.

73% dos que aceitaram participar nesta sondagem mostraram-se contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Tragédia no Haiti (12/01/2010)



Terça-feira, dia 12 de Janeiro de 2010, pelas 16h45 (hora local, 21h45 em Portugal) a terra tremeu no Haiti, com intensidade avaliada em 7 graus na escala de Richter. O Presidente do país mais pobre do Ocidente fala em mais de 100 mil mortos. Mas os números das vítimas estão longe de serem apurados. No pós-sismo fica a recuperação que exigirá um trabalho gigantesco que terá de ser auxiliado pela comunidade internacional.

Haiti

O Haiti (em francês Haïti; no crioulo haitiano Ayiti) é um país das Caraíbas que ocupa o terço ocidental da ilha Hispaniola, possuindo uma das duas fronteiras terrestres das Caraíbas, a fronteira que faz com a República Dominicana, a leste. Além desta fronteira, os territórios mais próximos são as Bahamas e Cuba a noroeste, Turks e Caicos a norte, e Navassa a sudoeste. A capital é Porto Príncipe (Port-au-Prince).
Os primeiros humanos nesta ilha, conhecida como Quisqueya pelos índios arauaques (ou taínos) e caraíbas, chegaram à ilha há mais de 7000 anos. Em 5 de Dezembro de 1492, Cristóvão Colombo chegou a uma grande ilha, à qual deu o nome de Hispaniola. Mais tarde passou a ser chamada de São Domingos pelos franceses. Dividida entre dois países, a República Dominicana e o Haiti, é a segunda maior das Grandes Antilhas, com a superfície de 76.192 km² e cerca de 9 milhões de habitantes. Com 641 quilometros de extensão entre seus pontos extremos, a ilha tem formato semelhante à cabeça de um caiman (ou caimão) (pequeno crocodilo abundante na região), cuja "boca" aberta parece pronta a devorar a pequena ilha de Gonaive. O litoral norte abre-se para o oceano Atlântico, e o sul para o mar do Caribe (ou das Antilhas).

Ver em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Haiti

Ajuda portuguesa

O Governo português vai enviar para o Haiti um avião C-130 com 32 elementos da Protecção Civil que irão ajudar nas operações de socorro no país. De Portugal também já partiu ajuda para o Haiti.

Porto Príncipe ou Port-au-Prince

Há algo que não percebo muito bem. Quase todos os jornalistas portugueses esforçam-se por dizer o nome da capital do Haiti com sotaque francês. Ao contrário, os brasileiros vincam bem Porto Príncipe. Afinal quem defende mais a língua portuguesa? Aqui deixo o exemplo:





Cheek to Cheek (Heaven) - Ella Fitzgerald & Louis Armstrong

domingo, 10 de janeiro de 2010

A Neve


Hoje foi dia de ir visitar a neve...

A NEVE

Batem leve, levemente,
como quem chama por mim...
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim...

É talvez a ventania;
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...

Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento, com certeza.

Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria...
Há quanto tempo a não via!
E que saudade, Deus meu!

Olho-a através da vidraça.
Pôs tudo da cor do linho.
Passa gente e, quando passa,
os passos imprime e traça
na brancura do caminho...

Fico olhando esses sinais
da pobre gente que avança,
e noto, por entre os mais,
os traços miniaturais
de uns pezitos de criança...

E descalcinhos, doridos...
a neve deixa inda vê-los,
primeiro, bem definidos,
- depois em sulcos compridos,
porque não podia erguê-los!...

Que quem já é pecador
sofra tormentos... enfim!
Mas as crianças, Senhor,
porque lhes dais tanta dor?!...
Porque padecem assim?!

E uma infinita tristeza,
uma funda turbação
entra em mim, fica em mim presa.
Cai neve na natureza...
– e cai no meu coração.

Augusto Gil - Luar de Janeiro, 1909

Festa de São Gonçalinho (Aveiro)



Assisti ontem pela primeira vez (finalmente!) à Festa de São Gonçalinho, em Aveiro. Nenhuma cavaca me atingiu mas, apesar do frio que se sentia, foi uma experiência que gostei de ter assistido. Dizem que melhora a performance de sedução...

A festa típica do Bairro da Beira-Mar, em Aveiro, começou quinta-feira à noite. Na romaria ao São Gonçalinho, atiram-se cavacas do cimo da capela para pagar as promessas.
O São Gonçalinho é recomendado para quem sofre de problemas nos ossos e para as mulheres que não conseguem arranjar marido.
A romaria começou quinta-feira à noite, com um procedimento simples. Quem pediu um milagre ao Santo paga a promessa subindo à capela e, dali do alto, atira cavacas às centenas de pessoas que se acotovelam na pequena praça.
No entanto, as cavacas têm a particularidade de serem muito duras e há quem se arrisque a apanhar com uma na cara, como já tem acontecido. Mas as pessoas parecem não terem medo disso.
Sendo assim, quem está lá em baixo só tem uma solução. Tentar apanhar as cavacas antes delas caírem ao chão e conversar com os amigos sempre a olhar para cima.

A festa prolonga-se até segunda-feira, mas os dias mais fortes são sábado e domingo.

No bairro piscatório da Beira-Mar, em Aveiro, as redes lançam-se ao céu e não ao mar, para aparar cavacas doces que pagam promessas a S. Gonçalinho e são atiradas por devotos do alto da capela.
A sineta do templo toca a avisar o povo de que são lançadas as cavacas lá de cima, para os incautos se protegerem porque o doce é duro, mas sobretudo para que centenas de "pescadores do ar" ergam as nassas ou camaroeiros, disputando com perícia o doce, numa "faina" digna de se ver.
Num ritual secular que se repete a 10 de Janeiro de cada ano e no fim-de-semana que antecede a data.
Na pequena capela do bairro típico da Beira-Mar, o "mais cagaréu" dos santos de Aveiro presenteia quantos se juntam no adro com cavacas lançadas em cumprimento de promessas feitas para que exercesse a sua santa interferência em dificuldades mais ou menos íntimas. Cá em baixo, ao toque da sineta, junta-se povo de todas as idades, munido de paus com sacos de rede na ponta ou guarda-chuvas invertidos, para agarrar o máximo de cavacas. O espectáculo é ímpar e mais parece pertencer aos modernos "jogos sem fronteiras" do que a um ritual de devoção secular.
S. Gonçalinho é tido como milagreiro a tratar dos problemas conjugais de vária índole, ou mesmo a melhorar as "performances" de sedução. Na atmosfera intimista do pequeno templo hexagonal, os crentes consultam o santo sobre as suas preocupações mais privadas e a tradição dá-lhe fama de ser eficaz conselheiro matrimonial.
A consulta, paga na promessa de lançar do alto da Igreja uns quantos quilos daquele doce típico, nem sai cara, quando comparada com os gordos dízimos deixados nos modernos consultórios de especialistas menos reputados.
Não há caso que meta medo a S. Gonçalinho, desde a frigidez à impotência, da infertilidade aos problemas ósseos, chegando mesmo a prescrever remédio para o envelhecimento. Mesmo sem cirurgias plásticas, os ditames populares garantem que até para velhas que se sintam sozinhas arranja parceiro.
Rezam as crónicas que S. Gonçalinho não fia, nem admite avarezas. Aquele que não cumprir tem de se haver com a ira do santo.
Além do inusitado lançamento de cavacas, singular também é a "dança dos mancos" feita no templo e tolerada pela Igreja, num ritual quase pagão em que homens se fazem de deficientes e cantam brejeirices enquanto bailam à roda de um banco.

sábado, 9 de janeiro de 2010

David Bowie fez 63 anos



David Bowie (nome artístico de David Robert Haywood-Jones) nasceu em Londres (Inglaterra) a 8 de Janeiro de 1947 (fez 63 anos). É músico e actor mas ficou mais conhecido pelo seu trabalho musical nos anos 70 e 80 e pela influência no mundo da música, especificamente no rock. David Bowie já vendeu mais de 136 milhões de álbuns no mundo inteiro.

É conhecido também pela actuação em vários filmes como O Terceiro Passo The Prestige (2006), Artur e os Minimeus (2006), Basquiat (1996), Twin Peaks - Os Últimos Sete Dias de Laura Palmer (1992), A Última Tentação de Cristo (1988), O Labirinto (1986),
Feliz Natal, Mr. Lawrence (1983) e Fome de Viver The Hunger (1983). Participou ainda na Série Televisiva "The Hunger" (1997).

A EMI editou recentemente uma edição especial comemorativa do álbum de Bowie "Space Oddity", em duplo CD, vinil de 180 gramas e download digital, depois do lançamento do E.P. digital "Space Oddity" coincidindo com o 40º aniversário sobre a chegada de Neil Armstrong e Ed Aldrin à Lua a 20 de Julho de 1969 e com a característica de dar aos fãs a possibilidade de fazerem a sua própria remistura com um software especial chamado iKlax.

David Bowie é casado com a modelo somali Iman Abdulmajid desde 1992. Tem dois filhos: Alexandria Zhara, nascida em 2000 e Duncan Zowie Haywood Jones (nascido em 1971, fruto de seu casamento com Angela Bowie), além de uma enteada, Zulekha Haywood (nascida em 1979), filha do primeiro casamento de Iman.

SIC Notícias faz 9 anos



Portugal conta já com novos canais de notícias 24 horas por dia, mas a SIC foi pioneira no mercado quando a 8 de Janeiro de 2001 lançou a SIC Notícias. Passados nove anos, o canal de notícias da SIC continua a ter a preferência dos portugueses, o que lhe permite ser "o único canal de informação em todo o mundo que lidera nos canais temáticos".

Lembro-me de em Abril de 2009 quando finalmente tive TV Cabo (embora por satélite, dada a interioridade a que (ainda) estou remetido) ter dito que me bastava um pacote da ZON que tivesse a SIC Notícias. Após um pequeno momento de reflexão pedi que tivesse também a TVI 24 e a RTP N.

Após estes 9 meses de utilização da TV (supostamente por Cabo mas que afinal é por satélite) devo dizer que a SIC Notícias ocupa-me 90% do horário em que tenho a televisão ligada. Já apelidei este canal como a CNN Portuguesa.

Parabéns pelo exemplar profissionalismo de quem ali trabalha, sobretudo ao Ricardo Costa que sempre soube distanciar-se do facto do seu irmão ser o ex-Ministro e actual Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa.

Os programas que mais aprecio são "Quadratura do Círculo", "Expresso da Meia Noite" e "Eixo do Mal".

Fim da Árvore Geneológica...

Não resisti a sugerir este post do Blog "31 da Armada"...


http://31daarmada.blogs.sapo.pt/3613630.html
Com a devida vénia, do Blog "31 da Armada"

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Sondagem substitui Referendo

Dado que os nossos políticos se recusam fazer um referendo sobre o tema do casamento entre pessoas do mesmo sexo, resolvi fazer aqui uma sondagem. Estará disponível por 8 dias. Publicarei aqui os resultados.

Casamento Homossexual ou Casamento entre duas pessoas?

O debate que amanhã estará no Parlamento de Portugal é curioso. Vai-se discutir se se podem casar duas pessoas do mesmo sexo. Mas será que estes políticos não vêem para lá daquilo que irão fazer?

Referendo chumbado

Os partidos deixaram cair por terra a possibilidade de Referendo e, consequentemente, um debate profundo sobre o tema. Lamento! Afinal quem é que impede actualmente duas pessoas do mesmo sexo de viverem em conjunto? De que crimes são acusados? Ninguém impede nem ninguém acusou os homossexuais de nada.

A orientação sexual de cada um a mim não me preocupa nada. O que me preocupa é que esta lei será uma verdadeira Caixa de Pandora. Senão vejamos: Porque não podem casar-se três pessoas em vez de duas, ou quatro, ou mais? Não terá a poligamia os mesmos direitos que a monogamia. Os islâmicos são, como sabemos, poligâmicos. Poucas centenas de quilómetros a sul do Algarve vigora esta liberdade... porque não aqui então também? Estes "avançados civilizacionais" podem então ir mais longe, como podemos ver...

Casamento Homossexual ou Casamento entre duas pessoas?

Esta pergunta é legítima. O que estará em cima da mesa será para oferecer direitos a duas pessoas que têm uma determinada orientação sexual ou para oferecer direitos a duas pessoas que desejem assumir publicamente uma união? É que, em breve, duas pessoas apercebendo-se das vantagens que daí poderão advir, poderão assumir uma relação fictícia, apenas para daí usufruir vantagens fiscais ou outras.

Problemas para os bancos

A atribuição de empréstimos bancários para efeitos de compra de casa deverá passar a ser permitida a duas pessoas do mesmo sexo. Então poderá haver interesse a duas pessoas do mesmo sexo (ainda que heterossexuais) a efectuar uma união para conseguir a referida habitação. Melhor será até, se um deles for desempregado e outro usufruir de rendimentos que cheguem para contrair este empréstimo.

Como podemos ver vai-se abrir um novo paradigma na sociedade com contornos imprevisíveis. Os actuais políticos mostram alguma falta de preparação para antever o futuro e serão os responsáveis.

Questões desviantes

É evidente que sabemos que estas questões entram na agenda política apenas para esconder outras realidades. Este assunto caíu do céu para PS e PSD. Para o PS porque já não aguenta a pressão que o desemprego e a falta de competitividade da nossa economia têm evidenciado. Para o PSD para esconder as fragilidades internas.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Bjur Dubai - Maior Edifício do mundo é hoje inaugurado

É hoje inaugurado o maior edifício do mundo, no Dubai. Com quase 800 metros de altura tem um elevador que circula a 40 km/hora!!!...


Lhasa De Sela - La Confession (live)

Homenagem a esta cantora que faleceu hoje com 37 anos vítima de cancro da mama...